Imagens e palavras no tecido de memórias tortuosas: Fazenda Modelo: novela pecuária em tempos de golpe

  • Mírian Sumica Carneiro Reis Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-brasileira
Palavras-chave: Fazenda Modelo, ditadura, memória, literatura, Chico Buarque

Resumo

O presente artigo propõe uma leitura de Fazenda Modelo: novela pecuária, publicada em 1974 por Chico Buarque. O contexto da publicação, durante o período de ditadura civil-militar no Brasil, é considerado como fato preponderante para uma narrativa escrita alegoricamente a fim de denunciar o estado de exceção instalado no país. Deste modo, este artigo se debruça sobre as estratégias discursivas baseadas na ironia e na paródia que irão compor uma narrativa que se constrói também como memória de um tempo que não pode ser esquecido.

Referências

Buarque, Chico. Fazenda Modelo: novela pecuária. 17. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2006.

Carvalho, Luiz Maklouf. Mulheres que foram à luta armada. São Paulo: Globo, 1998.

Duarte, Lélia Parreira. Ironia e humor na literatura. Belo Horizonte: Editora da PUC-Minas; São Paulo: Alameda, 2006.

Gaspari, Elio. A ditadura derrotada: as ilusões armadas. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

Grupo Tortura Nunca Mais — RJ. Disponível em: http://www.torturanuncamais-rj.org.br. Vários acessos.

Grupo Tortura Nunca Mais — SP. Disponível em: http://www.torturanuncamais-sp.org. Vários acessos.

Hutcheon, Linda. Uma teoria da paródia: ensinamentos das formas de arte no século XX. Tradução de Teresa Louro Pérez. Lisboa: Edições 70, 1989.

Hutcheon, Linda. Teoria e política da ironia. Tradução de Júlio Jeha. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2000.

Mota, Carlos Guilherme. Ideologia da cultura brasileira (1993-1974): pontos de partida para uma revisão histórica. 3. ed. São Paulo: Ed. 34, 2008.

Paz, Octavio. O arco e a lira. Tradução de Olga Savary. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982.

Reimão, Sandra. Repressão e resistência: censura a livros na ditadura militar. São Paulo: Edusp/Fapesp, 2011.

Sodré, Muniz. As estratégias sensíveis: afeto, mídia e política. Petrópolis: Vozes, 2006.

Tavares, Flávio. Memórias do esquecimento: os segredos dos porões da ditadura. Ed. amp. Porto Alegre: L&PM, 2012.

Ventura, Zuenir. 1968, o ano que não terminou. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

Zappa, Regina. Chico Buarque: para todos. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 1999.

Publicado
2019-01-31
Como Citar
REIS, M. Imagens e palavras no tecido de memórias tortuosas: Fazenda Modelo: novela pecuária em tempos de golpe. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, n. 28, p. 73-88, 31 jan. 2019.
Seção
Artigos