As "Cartas Chilenas" do jornal Minerva Brasiliense e a murmuração da Corte no Segundo Reinado
PDF

Palavras-chave

Cartas Chilenas
Minerva Brasiliense
Santiago Nunes Ribeiro
Sátira

Como Citar

BARBOSA, S. de F. P. As "Cartas Chilenas" do jornal Minerva Brasiliense e a murmuração da Corte no Segundo Reinado. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, [S. l.], n. 29, p. 53–78, 2019. DOI: 10.24261/2183-816x0429. Disponível em: https://revistaveredas.org/index.php/ver/article/view/475. Acesso em: 25 abr. 2024.

Resumo

 Este trabalho é resultado de uma pesquisa – e seus desdobramentos – que teve início em 2007. A pesquisa tem como objeto e fonte primária os jornais e periódicos luso-brasileiros dos séculos XVIII e XIX e se fundamenta teórico-metodologicamente na História Cultural. Esta pesquisa considera que os periódicos não são apenas "arquivos" onde se publicaram os "clássicos" da literatura, mas condição determinante para a criação e a consolidação de alguns gêneros literários, o que implica em tomar este suporte como responsável tanto pela economia interna da linguagem, como pela divulgação e circulação da cultura escrita do 19 (Mckenzie, 2004).   Ademais, observa-se, nestes anos de pesquisa desenvolvida diretamente nos periódicos, que aos jornais e aos autores dos séculos XVIII até meados do XIX eram alheias algumas noções que embasaram e fomentaram as compilações e estudos sobre as Cartas Chilenas desde 1863, quando da sua primeira publicação em livro. Nasce aí a pergunta que sempre acompanhou esta sátira: "Quem é o autor"? Trata-se de uma abordagem da literatura e dos escritos literários baseados na individualização da escrita, na originalidade das obras e na canonização do autor, que não suportava a angústia de uma obra não ter um autor que lhe corresponda. Assim, tal qual fez-se e comprovou-se que a Epístola a Critilo não é obra de Tomás Antonio Gonzaga, mas uma publicação satírica publicada no Jornal Científico, Econômico, e Literário, ou Coleção de Várias Peças, Memórias, Relações, Viagens, Poesias, e Anedota (1826), cujo alvo são os desmandos de D. Pedro I (XXXX, 2013), este trabalho demonstrará como a sátira As Cartas Chilenas deve ser compreendido como um escrito de 1845, publicado no periódico Minerva Brasiliense, cuja temática corresponde à murmuração do corpo imperial, sobretudo aquele que se desenvolvia como atos discursivos nos jornais e periódicos de 1845 contra algumas decisões de D. Pedro II desde sua ascensão ao trono, através do Golpe da Maioridade ao perdão aos participantes da Revolução Farroupilha

https://doi.org/10.24261/2183-816x0429
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Socorro de Fátima Pacífico Barbosa