A poética da fome e a escrita da precariedade: sobre Carolina Maria de Jesus

  • Lívia Natália Souza Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: poética da fome, escrita da precariedade, dicção estética

Resumo

Defendemos aqui que a escrita de autoras negras, com destaque para Carolina Maria de Jesus, investe no acionamento de formas de representação literária que engendram, pela sua dicção estética, formas específicas de representação de mundo. Na medida em que estas escritas se forjam, emergem conceitos que são potentes para analisar o seu modo e percurso de criação, aqui, damos destaque à dimensão biográfica como um valor estético na literatura de Carolina Maria de Jesus a partir dos conceitos de poética da fome e a escrita da precariedade, aqui apresentados.

Referências

Abreu, Márcia. Cultura letrada: literatura e leitura. São Paulo: Unesp, 2006.

Barthes, Roland. A morte do Autor (1968). In: Barthes, Roland. O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes, 2004. Disponível em: https://bit.ly/2w77Kb2. Acesso em: 15 maio 2015.

Bhabha, Homi K. O local da cultura. Tradução de Myriam Ávila, Eliana Lourenço de Lima Reis e Gláucia Renate Gonçalves. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 1998.

Dantas, Audálio. Entrevista a Raffaela Fernandez. Scripta, Belo Horizonte, v. 18, n. 35, p. 305-314, 2014.

De Bruyne, Edgar. Esquisse d’une philosophie de l’art. Bruxelles: Librairie Albert Dewit, 1930

Derrida, Jacques. A farmácia de Platão. Tradução de Rogério da Costa. São Paulo: Iluminuras, 2005.

Fanon, Frantz. Pele negra, máscaras brancas. Tradução de Renato da Silveira. Salvador: Editora da UFBA, 2008.

Foucault, Michel. A escrita de si. In: Foucault, Michel. O que é um autor? Lisboa: Passagens, 1992. p. 129-160.

Foucault, Michel. História da loucura. São Paulo: Perspectiva, 2008.

Jesus, Carolina Maria de. Quarto de despejo. São Paulo: Ática, 1993.

Jesus, Carolina Maria de. Casa de alvenaria. Rio de Janeiro: Paulo de Azevedo, 1961.

Lejeune, Philippe. O pacto autobiográfico: de Rousseau à internet. Tradução de Jovita Maria Gerheim Noronha e Maria Inês Coimbra Guedes. Belo Horizonte. Editora da UFMG, 2008. (Coleção Humanitas).

Nietzsche, Friedrich. Segunda consideração intempestiva. Da utilidade e desvantagem da história para a vida. Tradução de Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.

Pinho, Osmundo. Lutas culturais: relações raciais, antropologia e política no Brasil. Sociedade e Cultura, Goiás, v. 10, n. 1, p. 81-94, jan./jun. 2007. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/fchf/article/view/286. Acesso em: 10 maio 2015.

Souza, Eneida Maria de. Crítica cult. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2002.

Spivak, Gayatri Chakravorty. Pode o subalterno falar? Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2010.

Publicado
2019-01-31
Como Citar
SOUZA, L. A poética da fome e a escrita da precariedade: sobre Carolina Maria de Jesus. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, n. 28, p. 111-122, 31 jan. 2019.
Seção
Artigos