Do Inferno a Angola Janga: história e mitologia do Quilombo de Palmares no romance gráfico de Marcelo d'Salete

  • Julio Souto Salom Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
Palavras-chave: Angola Janga, quilombo dos Palmares, romance gráfico, Marcelo D'Salete

Resumo

Angola Janga (D’Salete, 2017) narra a morte de Zumbi dos Palmares, líder do Quilombo mais importante da diáspora africana no Brasil, comunidade autônoma de africanos fugidos da escravidão. Esta saga é evocada em poemas, filmes, monumentos e memoriais, mas a história em quadrinhos providencia um meio com potencialidades específicas para costurar história e mitologia. D’Salete combina a pesquisa histórica e a poesia imagética para narrar uma história particular sobre esta mitologia viva. Para isso, são importantes: o enredo coral costurado por personagens não maniqueístas, o peso da morte na necropolítica colonial, a temporalidade não linear que faz durar o quilombismo até nossos dias, e a escrita do território com marcações cifradas. Com fins comparativos, comentamos as obras Cumbe e Encruzilhada (D’Salete, 2014; 2016), Zumbi dos Palmares (Moura; Moya, 1955) e Do inferno (Moore; Campbell, 2000), atentando especialmente para as ferramentas de costura entre história e mitologia na história em quadrinhos.

Referências

Barthes, Roland. Mitologias. São Paulo: Bertrand Brasil, 2001.

Bispo, Antônio. Colonização, quilombos: modos e significados. Brasília, DF: s.n., 2015.

D’Salete, Marcelo. NoiteLuz. Via Lettera, 2008.

D’Salete, Marcelo. Cumbe. São Paulo: Veneta, 2014.

D’Salete, Marcelo. Encruzilhada. [São Paulo: Leya, 2011]. São Paulo: Veneta, 2016.

D’Salete, Marcelo. Angola Janga: uma históra de Palmares. São Paulo: Veneta, 2017.

Derrida, Jacques. Gramatologia. São Paulo: Perspectiva, 1973.

Glissant, Édouard e Brathwaite, Kamau. El lenguaje-nación y la poética del acriollamiento. Uma conversación entre Kamau Brathwaite e Édouard Glissant. Em: Salto, Graciela Nélida. Memorias del Silencio: literaturas en el Caribe y Centroamérica. Buenos Aires: Corregidor, 2010.

Goldman, Marcio; Lima, Tânia Stolze. Como se faz um Grande Divisor? Em: Goldman, Marcio. Alguma Antropologia. Rio de Janeiro: Relume Dumará — Núcleo de Antropologia Política, 1999.

Kracauer, S. La novela policial: un tratado filosófico. Buenos Aires: Paidós, 2010.

Mbembe, Achille. Necropolítica. Madrid: Melusina, 2011.

Mbembe, Achille. Crítica da Razão Negra. Lisboa: Antígona, 2014.

Moore, Allan; Campbell, Eddie. Do Inferno. São Paulo: Veneta, 2014.

Moura, Clovis; Moya, Álvaro. Zumbi dos Palmares. São Paulo: La Selva — Coleção Aventuras Heróicas, 1955. Reedit. Betim: Prefeitura Municipal, 1995. Disponível em: http://lemad.fflch.usp.br/sites/lemad.fflch.usp.br/files/hq%20zumbi_0.pdf Acesso em 30 de abril de 2018.

Nascimento, Beatriz. Eu sou Atlântica. São Paulo: IMESP, 2007.

Pessoa de Castro, Yeda. Marcas de Africania no Português Brasileiro. Africanias. Salvador, Universidade Estadual da Bahia, nº1, p. 1-7, 2011.

Reis, Andressa Mercês Barbosa dos. Zumbi : historiografia e imagens. Dissertação de Mestrado em História. Franca: Universidade Estadual de São Paulo, 2004. Disponível em: http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=18753 Acesso em 30 de abril de 2018.

Silveira, Oliveira. Obra Reunida. Porto Alegre: IEL, 2012.

Trindade, Solano. Cantares ao meu povo. São Paulo: Fulgor, 1961.

Vieira, Pde. António. Obra Completa Padre António Vieira. São Paulo: Loyola, 2015.

Publicado
2020-05-05
Como Citar
SALOM, J. Do Inferno a Angola Janga: história e mitologia do Quilombo de Palmares no romance gráfico de Marcelo d’Salete. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, n. 31, p. 62-85, 5 maio 2020.