Experiências leitoras da escritora Zélia Gattai

Palavras-chave: leitura, mulheres, Zélia Gattai

Resumo

No início do século XX, poucas mulheres tinham acesso à educação e ao espaço público. Marginalizadas, inferiorizadas, vistas muitas vezes como aberração, a história das mulheres é marcada pelo silenciamento e a negação do acesso à leitura e à escrita. Ler é uma ferramenta de construção de identidade, emancipação feminina e libertação individual e social. Propomo-nos a fazer uma reflexão sobre as experiências leitoras da escritora Zélia Gattai presentes em sua obra Anarquistas, graças a Deus (1979). Trata-se de um trabalho bibliográfico-descritivo com base em: Perrot (1992), Priore (2004), Lajolo e Zilberman (2011), entre outros. Em uma sociedade desigual, conservadora e patriarcal, a leitura é uma necessidade básica de primeira ordem às mulheres.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. 2. ed. Trad. Michel Lahud e Frateschi Viera. São Paulo: Hucitec, 1981.

BARTHES, Roland. Aula: Aula inaugural da cadeira de semiologia literária do Colégio de França. Trad. Leyla Perrone-Moisés. São Paulo: Cultrix, 1997.

CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade: estudos de teoria e história. 7. ed. São Paulo: Ed. Nacional, 1985.

GATTAI, Zélia. Anarquistas, graças a deus. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 1994.

LAJOLO, Marisa; ZILBERMAN, Regina. A formação da leitura no Brasil. São Paulo: Ática, 2011.

LAJOLO, Marisa. O que é Literatura. São Paulo: Nova Cultural: Brasiliense, 1986.

PERROT, Michelle. Os excluídos da História: operários, mulheres e prisioneiros. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 1992.

PRIORE, Mary del. História das mulheres no Brasil. Carla Bassanezi (coord. de textos). 7. ed. – São Paulo: Contexto, 2004.

SAFFIOTI, Heleieth. Gênero, patriarcado e violência. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2004.

Publicado
2022-09-04
Como Citar
SILVA, L. Experiências leitoras da escritora Zélia Gattai. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, n. 37, p. 166-175, 4 set. 2022.
Seção
Artigos