Loucura e velhice na poética da derrelição: notas sobre A obscena Senhora D, de Hilda Hilst
Colagem analógica de Gisele Gemmi Chiari
pdf

Palavras-chave

loucura
velhice
poesia

Como Citar

ALMEIDA, T. V. de. Loucura e velhice na poética da derrelição: notas sobre A obscena Senhora D, de Hilda Hilst . Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, [S. l.], n. 39, p. 196–206, 2023. DOI: 10.24261/2183-816x1339. Disponível em: https://revistaveredas.org/index.php/ver/article/view/850. Acesso em: 25 abr. 2024.

Resumo

A obscena Senhora D, de Hilda Hilst, tem como personagem central Hillé, uma viúva de sessenta anos que decide morar no vão da escada de sua casa, de onde fala com o marido e o pai já mortos, ouve vozes de dentro da parede e assusta a vizinhança com máscaras de papel. O artigo, dedicado a esta obra de Hilst, aborda o entrelaçamento entre velhice e loucura na definição de um espaço de exclusão a partir do qual a personagem experiencia uma singular relação com a linguagem. Trata-se não somente do constante contato com o tema da morte, mas também da experimentação em torno da palavra da qual deriva uma estética singular, uma poética, a poética da derrelição.

https://doi.org/10.24261/2183-816x1339
pdf

Referências

BEAUVOIR, Simone. De. A velhice. Tradução de Maria Helena Franco Martins. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.

BRANCO, Lucia Castello. Coisa de louco. Belo Horizonte: Mazza Edições, 1988.

CAVARERO, Adriana. Vozes plurais. Tradução de Flavio Terrigno Barbeitas. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2011.

DELEUZE, Gilles. A dobra: Leibniz e o barroco. Tradução de B.L. Orlandi. 6. ed. São Paulo: Papirus, 2012.

DINIZ, Cristiano (org.). Fico besta quando me entendem: entrevistas com Hilda Hilst. São Paulo: Globo, 2013.

HILST, Hilda. A obscena Senhora D. São Paulo: Globo, 2001.

KRISTEVA, Julia. Sol negro: depressão e melancolia. Tradução de Carlota Gomes. Rio de Janeiro: Rocco, 1989.

LACAN, Jacques. O seminário. Livro 3: as psicoses. Tradução de Aluísio Menezes. 2. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1997.

MORAES, Eliane Robert. Da medida estilhaçada. Cadernos de literatura brasileira - Hilda Hilst, Rio de janeiro, n. 8, p. 114-126, out. 1999.

PELBART, Peter Pál. Da clausura do fora o fora da clausura. São Paulo: Iluminuras, 2009.

ROSA, Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

SARDUY, Severo. Barroco e neobarroco. In: MORENO, César Fernandez. América latina em sua literatura. São Paulo, Perspectiva, 1979. p. 161-178.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Tereza Virginia de Almeida