A paisagem linguística como fonte de pesquisa em políticas linguísticas – mirar o olhar
Colagem analógica de Gisele Gemmi Chiari
pdf

Palavras-chave

Artefato
Paisagem linguística
Política linguística
Timor-Leste

Como Citar

DIAS, C. da S. A paisagem linguística como fonte de pesquisa em políticas linguísticas – mirar o olhar. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, [S. l.], v. 40, p. 156–165, 2023. DOI: 10.24261/2183-816x1140. Disponível em: https://revistaveredas.org/index.php/ver/article/view/933. Acesso em: 17 jul. 2024.

Resumo

Neste artigo proponho um debate, a partir da noção de paisagem linguística (Landry; Bourhis, 1997), sobre políticas linguísticas em contextos multilíngues como Timor-Leste. A partir de um artefato comumente considerado banal, mas atenta ao que ele enuncia (Hodder, 2012), expando esse olhar para o cenário macro, por meio de uma conexão com a realidade sociolinguística da região e um debate em torno. Sugiro que a compreensão das políticas linguísticas urge um debate interdisciplinar, que repense a categorização de “problema a ser solucionado” e considere em suas formulações a rica diversidade da prática social local.

https://doi.org/10.24261/2183-816x1140
pdf

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Toward a Philosophy of the Act. Tradução de Vadim Liapunov. Austin: University of Texas Press, 1993.

CALVET, Louis-Jean. As políticas linguísticas. São Paulo: Parábola, 2007.

CARNEIRO, Alan Silvio Ribeiro. Política linguística em Timor-Leste: tensões no campo da formação docente. In: CONGRESSO NACIONAL DE LINGUÍSTICA E FILOLOGIA, 14., 2010, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: Cifefil, 2010. t. 4, n. 4, p. 3167-3179.

CARNEIRO, Alan Silvio Ribeiro. Políticas linguísticas e identidades sociais em trânsito: língua(gem) e construção da diferença em Timor-Leste. 2014. 251 f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada) – Instituto de Estudos da Linguagem, Unicamp, Campinas. 2014.

HOUAISS, Antonio; VILLAR, Mauro de Salles. Dicionário Houaiss de língua portuguesa eletrônico. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2009. Versão 1.0. CD-ROM.

HODDER, Ian. Thinking about things differently. In: HODDER, Ian. Entangled: an archaeology of the relationships between humans and things. Malden, MA: Wiley-Blackwell, 2012. Chap. 1, p.1-14.

LANDRY, Rodrigue; BOURHIS, Richard. Linguistic landscape and ethnolinguistic vitality: an empirical study. Journal of Language and Social Psychology, Clevedon, v. 16, n. 1, p. 23-49, 1997. Doi: https://doi.org/10.1177/0261927X9701610

MACALISTER, John. Language policies, language planning and linguistic landscapes in Timor-Leste. Language Problems & Language Planning, Amsterdam, v. 36, n. 1, p. 25-45, 2012. Doi: https://doi.org/10.1075/lplp.36.1.02mac

MAKONI, Sinfree; PENNYCOOK, Alastair. Disinventing multilingualism: from monological multilingualism to multilingual francas. In: MARTIN-JONES, Marilyn; BLACKLEDGE, Adrian; CREESE, Angela (ed.). The Routledge Handbook of Multilingualism. Routledge: Oxon, 2012. p. 439-453.

MELLO, Antonio Augusto. Política Lingüística en Timor Leste: la implementación de lenguas oficiales en un país multilingüe. In: ENCUENTRO DE LENGUAS ABORIGENES Y EXTRANJERAS, 5., 2005, Salta. Anales [...] Salta: Departamento de Lenguas Modernas de la Universidad Nacional de Salta, 2005.

MENESES, Ulpiano T. A fotografia como documento: Robert Capa e o miliciano abatido na Espanha: sugestões para um estudo histórico. Tempo: Revista do Departamento de História da UFF, Niterói, v. 7, n. 14, p. 131-151, 2003.

MOITA LOPES, Luiz Paulo da. Por uma linguística aplicada indisciplinar. São Paulo: Parábola, 2006.

PANOFSKY, Erwin. Estudios sobre Iconología. Madrid: Alianza Editorial, 1998.

PIFANO, Raquel Quinet. História da arte como história das imagens – a iconologia de Erwin Panofsky. Fênix: Revista de História e Estudos Culturais, Juiz de Fora, v. 7, n. 3, p. 1-21, set./dez. 2010.

REVEL, Jacques. Microanálise e construção do social. In: REVEL, Jacques. (org.). Jogos de escala: a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Editora Fundação Getúlio Vargas, 1998. p. 15-38.

SAMAIN, Ettiénne. A antropologia de uma imagem “sem importância”. 1lha, Florianópolis, v. 5, n. 1, p. 47-64, jul. 2003,

SILVA, Kelly Cristiane da. As nações desunidas: práticas da ONU e a estruturação do Estado em Timor-Leste. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012.

TIMOR-LESTE. Constituição da República Democrática de Timor-Leste. Díli: Assembleia Constituinte, 2002. Disponível em: http://timor.no.sapo.pt/constibase.html. Acesso em outubro de 2023.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Christiane da Silva Dias