Os "estados melancólicos" na poesia da Marquesa de Alorna
PDF

Como Citar

MÁRIO DA SILVA, F. Os "estados melancólicos" na poesia da Marquesa de Alorna. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, [S. l.], n. 22, p. 17–24, 2017. Disponível em: https://revistaveredas.org/index.php/ver/article/view/342. Acesso em: 8 dez. 2023.

Resumo

A obra poética da Marquesa de Alorna foi deveras (re)conhecida pelos seus contemporâneos em forma de manuscritos, visto que apenas após a sua morte vem a lume, através da responsabilidade de suas filhas, sua obra poética
completa. Esta poesia é marcadamente revestida, entre outras coisas, de um tom inquietante que desemboca em versos que referem, muitas vezes, o lexema melancolia. Contudo, para a escritora tal vocábulo é revestido de várias facetas. Nossa proposta é analisar qual o entendimento poético de melancolia em sua obra, recorrendo a críticos que pensaram este conceito, para tentarmos perceber a dinâmica que esta palavra gera em sua poética.

PDF