Esfinge Gorda

via crucis de deciframento e de dor

  • Aurora Gedra
  • Lilian Lopondo

Resumo

Este artigo estuda o poema “Aqueloutro”, com o propósito de conhecer como o tema do duplo se plasma nessa criação de Mário de Sá-Carneiro. Tomando o texto em sua materialidade, analisa-se a dêixis como recurso da expres-
são que manifesta o drama do ser cindido, bem como se discute o conceito e a modalidade de desdobramento do sujeito a que se filiam esses versos do escritor português. No exame dos expedientes escolhidos pelo criador, investiga-se como este os organiza, como prioriza os dêiticos como operadores do processo de construção da subjetividade face ao Outro, e que efeitos de sentido produz o conflito gerado pelo encontro enunciativo entre essas
instâncias do discurso.

Publicado
2017-06-01
Como Citar
GEDRA, A.; LOPONDO, L. Esfinge Gorda. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, n. 22, p. 5-16, 1 jun. 2017.
Seção
Artigos