A morte em gerúndio: ciclicidade transcendente em Teolinda Gersão e Pepetela

  • Patrícia Infante da Câmara
Palavras-chave: Literatura Comparada, Literatura Lusófona, Identidade Cultural, Violência

Resumo

Este ensaio parte dos romances A Árvore das Palavras e Mayombe para tentar estabelecer uma lógica causal, circular e cíclica de entendimento da violência, enquanto via de construção literária e cultural. Articula, a partir daí, conceções literárias e antropológicas para esboçar uma ideia de morte que não se esgota na sua leitura imanente, favorecendo antes uma visão mais ampla das suas potencialidades transformativas.

Referências

Andresen, Sophia de Mello Breyner. Ilhas. Lisboa: Caminho, 2004.
Arendt, Hannah. Eichmann em Jerusalém: uma reportagem sobre a banalidade do mal. Tradução de Ana Corrêa da Silva. Coimbra: Tenacitas, [1963] 2003.
Aristóteles. Poética. 2. ed. Tradução de Eudoro de Sousa. Lisboa: Imprensa Nacional, 2003.
Bakhtin, Mikhail Mikhailovich. The dialogic imagination: four essays. Edited by Michael Holquist. Translated by Caryl Emerson and Michael Holquist. Austin: University of Texas Press, [1975]1981.
Benjamin, Walter. Selected writings: volume I (1913–1926). Edited by Marcus Bullock and Michael W. Jennings. Cambridge: Belknap Press of Harvard University, 2004.
Buescu, Helena Carvalhão. Cristalizações: fronteiras da modernidade. Lisboa: Relógio D’Água, 2005.
Eliade, Mircea. Cosmos and history: the myth of the eternal return. Translated by Willard R. Trask. New York: Harper & Brothers, [1949]1992.
Gersão, Teolinda. A árvore das palavras. Lisboa: Visão; Dom Quixote, 2003 [1997].
Gil, José. Portugal, hoje: o medo de existir. Lisboa: Relógio D’Água, 2004.
Girard, René. La violence et le sacré. Paris: Grasset, 1972.
Guillén, Claudio. Cambio literario y múltiple duración. In: Carreira, Antonio (Org.). Homenaje a Julio Caro Baroja. Madrid: Centro de Investigaciones Sociológicas, 1978. p. 533–539.
Helder, Herberto. Servidões. Porto: Assírio & Alvim, 2013.
Lima, Isabel Pires de. Em busca de uma nova pátria: o romance de Portugal e de Angola após a descolonização. Via Atlântica, São Paulo, n. 1, p. 128-141, mar. 1997. Disponível em: . Acesso em: 4 jan. 2017.
Lourenço, Eduardo. O esplendor do caos. Lisboa: Gradiva, 1998.
Morin, Edgar. O homem e a morte. Tradução de João Guerreiro Boto e Adelino dos Santos Rodrigues. Lisboa: Europa–América, [1970]1976.
Pepetela. Mayombe. Lisboa: Dom Quixote, [1980]1993.
Propp, Vladimir. Morfologia do conto. Tradução de Jaime Ferreira e Vítor Oliveira. Lisboa: Veja, [1928]1983.
Sen, Amartya. Identity and violence: the illusion of destiny. London: Allen Lane, 2006.
Publicado
2018-05-22
Como Citar
INFANTE DA CÂMARA, P. A morte em gerúndio: ciclicidade transcendente em Teolinda Gersão e Pepetela. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, n. 26, p. 36-47, 22 maio 2018.
Seção
Artigos