Uma achega à poesia de Vicente Paulino: Alma guerreira timorense, poesias
Colagem analógica de Gisele Gemmi Chiari
pdf

Palavras-chave

Poesia
Identidade
Memória
Timor-Leste
Língua Portuguesa

Como Citar

MACHADO, A. R. Uma achega à poesia de Vicente Paulino: Alma guerreira timorense, poesias. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, [S. l.], v. 40, p. 104–121, 2023. DOI: 10.24261/2183-816x0740. Disponível em: https://revistaveredas.org/index.php/ver/article/view/928. Acesso em: 17 jul. 2024.

Resumo

Neste artigo, analisamos cinco poemas de teor engajado de Vicente Paulino, constantes do livro Alma guerreira timorense, poesias, de 2021. O objetivo central é destacar o papel do poeta no fortalecimento da identidade nacional de Timor-Leste. Em um momento em que o Ocidente enfrenta as crises do capitalismo global (Castells, 2018) e lida com a ideia de identidades frágeis (Bauman, 2005), trabalhamos com a hipótese de que a linguagem poética, ao reflexionar os contextos sociais, políticos e históricos, serve de reforço para a preservação da memória coletiva, conceito discutido por autores como Candau (2018), contribuindo, no caso de Timor-Leste, para a renovação dos paradigmas identitários, em especial, para as gerações que cresceram após a independência do país. Baseado em estudo de caso e em pesquisa bibliográfica, demonstramos como a poesia em Timor-Leste, inclusive escrita em língua portuguesa – língua de resistência –, tornou-se uma importante ferramenta para preservar a cultura e a identidade timorenses.

https://doi.org/10.24261/2183-816x0740
pdf

Referências

ALECRIM, Thales Reis. A memória em ação: breves considerações sobre os conceitos de memória e identidade na obra de Joël Candau. Signos do Consumo, São Paulo, v. 13, n. 2, p. e193209, 2021. Doi: https://doi.org/10.11606/issn.1984-5057.v13i2e193209

ALVES, Janaina Marques. Timor Leste: um estudo sobre o processo de democratização e seus limites. 2006. Monografia (Bacharelado em Relações Internacionais) – UniCEUB, Brasília, 2006. Disponível em: https://repositorio.uniceub.br/jspui/handle/235/9631. Acesso em: 7 out. 2023.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge ZAHAR, 2005.

BOSI, Alfredo. Narrativa e resistência. In: BOSI, Alfredo. Literatura e resistência. São Paulo: Companhia das Letras, 2002. p. 118-135.

BRITO, Regina Pires de; BUENO, Alexandre Marcelo. Ensinar português em Timor-Leste: relatos e reflexões. Confluência, Rio de Janeiro, n. 62, p. 150-173, jan./jun. 2022. Doi: http://doi.org/10.18364/rc.2022n62.478

BRITO, Regina Pires de; MARTIN, Vima Lia. É preciso gritar bem alto: resistência, nacionalismo e libertação timorense em Francisco Borja da Costa. Matraga, Rio de Janeiro, v. 26, n. 46, p. 228-245, 2019. Doi: https://doi.org/10.12957/matraga.2019.37422.

CANDAU, Joel. Memória e identidade. Tradução de Maria Letícia Ferreira. São Paulo: Contexto, 2018.

CASTELLS, Manuel. Ruptura: uma crise da democracia liberal. São Paulo: Zahar, 2018.

COLARES, Luciano da Silva. As missões de paz da ONU e a questão de Timor-Leste: ponto de inflexão? 2006. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

DE LUCCA, Daniel. A timorização do passado: nação, imaginação e produção da história em Timor-Leste. Salvador: EDUFBA, 2021. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/bitstream/ri/34392/1/a-timorizacao-do-passado_RI.pdf. Acesso em: 7 out. 2023.

GOMES, Donaciano. Timor-Leste e os desafios do século XXI: o projeto mar. Povos e Culturas, Lisboa, n. 19, p. 383-405, 2015. Doi: https://doi.org/10.34632/povoseculturas.2015.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Centauro, 2006.

LIPPI, Ian Bicudo. Invasão e ocupação do Timor-Leste pela Indonésia (1975-1999). 2022. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2022. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/bitstream/handle/123456789/237494/TCC_Ian_Lippi_final.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 7 out. 2023.

INDART, Karin Noemi R. A resistência dos professores timorenses à implementação da língua portuguesa no discurso dos gestores da educação. In: BRITO, Regina P. de; VASCONCELOS, Maria Lúcia M. Carvalho (org.). Português, língua pluricêntrica. São Paulo: Liber Ars, 2022.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS – ONU. Timor-Leste: 20 anos de independência. Lisboa: ONU, 2022. Disponível em: https://unric.org/pt/timor-leste-20-anos-de-independencia/#:~:text=Em%201998%2C%20as%20Na%C3%A7%C3%B5es%20Unidas,independ%C3%AAncia%20formal%20de%20Timor%2DLeste. Acesso em: 17 de out. 2023.

PAULINO, Vicente. Alma guerreira timorense, poesias. Timor-Leste: Edições do autor, 2021.

RAMOS, Ana Margarida. Literatura timorense: da emergência à legitimação. Caderno Seminal Digital, Rio de Janeiro, v. 18, n. 18, jul./dez. 2012. Doi: https://doi.org/10.12957/cadsem.2012.11884

GRAUS LDA. Dia de Timor-Leste. 2023. Disponível em: https://www.calendarr.com/portugal/dia-de-timor-leste/. Acesso em: 17 de out. 2023.

SILVA, Andreia Pereira da. Memória, testemunho e resistência em Xanana Gusmão: uma leitura da história de Timor-Leste a partir dos poemas de Mar Meu. 2019. Tese (Doutorado em Literatura) – Universidade de Brasília, Brasília, 2019. Disponível em: https://www.oasisbr.ibict.br/vufind/Record/UNB_84fe76af5cbbfcaebf58ed1a22c7d7a5. Acesso em: 7 out. 2023.

TOLENTINO, Átila Bezerra; FRANCH, Mónica. Espaços que suscitam sonhos: narrativas de memórias e identidades no Museu Comunitário Vivo Olho do Tempo. João Pessoa: Editora da UFPB, 2017. Disponível em: http://www.editora.ufpb.br/sistema/press5/index.php/UFPB/catalog/book/349. Acesso em: 7 out. 2023.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Alleid Ribeiro Machado