Orlanda Amarílis, Vera Duarte e Dina Salústio: a tessitura da escrita de autoria feminina na ficção cabo-verdiana
Imagem da capa: Mural de Ruben Zacarias no Parque Nacional de Gorongosa - Moçambique, 2020.
PDF

Palavras-chave

literatura cabo-verdiana
autoria feminina
Orlanda Amarílis
Vera Duarte
Dina Salústio

Como Citar

DEUS, L. P. S. e. Orlanda Amarílis, Vera Duarte e Dina Salústio: a tessitura da escrita de autoria feminina na ficção cabo-verdiana. Veredas: Revista da Associação Internacional de Lusitanistas, [S. l.], n. 33, p. 74–87, 2021. DOI: 10.24261/2183-816x0633. Disponível em: https://revistaveredas.org/index.php/ver/article/view/595. Acesso em: 23 fev. 2024.

Resumo

A escrita de autoria feminina, em especial das escritoras cabo-verdianas Orlanda Amarílis, Dina Salústio e Vera Duarte, contribui para a construção da identidade cabo-verdiana e caminha na direção da contestação da violação de direitos, sobretudo, da mulher. Objetivou-se perscrutar, a partir da tessitura da escrita de autoria feminina, a construção de uma literatura que, ao focar o olhar nas mulheres, para além de, inicialmente, intentar rasurar o ideal colonialista, pautado em uma estrutura patriarcal, expõe, repisa, denuncia, e ressignifica a realidade das mulheres em contextos de opressão. Dessa maneira, a escrita de Amarílis, de Duarte e de Salústio irrompem as fronteiras cabo-verdianas para abarcar "vozes-mulheres" outras que, pelos caminhos da literatura, desconstroem violências estruturais e reconstroem identidades silenciadas.

https://doi.org/10.24261/2183-816x0633
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Lílian Paula Serra e Deus